Mais um Outubro chegou e é sempre válido ressaltar a importância do diagnóstico precoce dessa doença lastimável… Vamos falar um pouquinho??? 

Câncer de mama

O câncer na mama é o tipo de câncer mais comum de câncer entre as mulheres e infelizmente não tem uma única causa, mas várias, passando pela predisposição genética, fatores ambientais, alimentaçã e endócrinos.

A partir dos 50 anos aumenta muito a chance das mulheres desenvoverem o câncer de mama, mas nessa última década, houve um aumento significativo de mulheres afetadas com menos de 35 anos… 

Sintomas

A primeira manifestação é o “caroço” ou nódulo que a mulher sente na mama durante o autoexame, ou mesmo durante o banho. Normalmente é um nódulo que não dói e é fixo.  Outros sintomas que podem ser percebidos são a pele enrugada (bem parecida com a casca da laranja), retraída ou abaulada e ainda alterações no mamilo. 

Fique bem atenta caso haja qualquer líquido saindo pelo mamilo mesmo que seja incolor. Infelizmente a maioria dos casos não apresentam sintomas e é detectado nos exames anuais, como a mamografia por exemplo.

Autoexame

O exame das mamas deve ser feito preferencialmente até o 10º dia do ciclo menstrual (contados a partir do 1º dia da menstruação). 

  • Mama – Para examinar a mama esquerda, coloque a mão esquerda atrás da cabeça e apalpe com a mão direita. Para examinar a mama direita, coloque a mão direita atrás da cabeça e apalpe com a mão esquerda.
  • Mamilo – pressione os mamilos suavemente. Verifique sai algum líquido.
  • Axilas – após examinar as mamas, apalpe toda a área debaixo dos braços.

Hereditariedade

Casos na família, principalmente em familiares de primeiro grau, aumentam as suas chances de desenvolver o câncer de mama, mas apenas 5 a 10% de todos os tipos de câncer são hereditários, ou seja, são passados de mãe pra filha. Pensando assim, se ninguém da sua família desenvolveu o câncer de mama, não significa que você nunca o terá. 

Diagnóstico

Quanto mais cedo o câncer é descoberto, melhor as possibilidades de tratamento e cura, por isso é tão importante a realização da mamografia anual para a partir dos 40 anos. Em casos onde ocorreram canceres em idade mais precoce, seu médico pode achar viável começar com as mamografias a partir dos 35 anos.

Prevenção

Não há como prevenir o câncer de mama, pois há diversos fatores relacionados ao seu surgimento. De maneira simples, deve-se realizar exames anuais (clínicos e/ou de imagem) e controlar fatores que podem ser modificados: alimentação balanceada, controle do peso, atividade física além de evitar o fumo e o consumo de álcool.

Tratamento

Tudo depende do tipo do cancer e em que estágio ele se encontra no momento do diagnóstico. Existem quatro tipos mais comuns e uma pequena parcela de outros mais raros. Para cada tipo, existe um tratamento específico que será orientado pelo médico oncologista.

O Outubro Rosa…

Mais uma vez chamamos a atenção para você que não faz exames de rastreamento há mais de 1 ano… Mesmo que não haja como prevenir o aparecimento do câncer, diagnosticá-lo cedo é o mais importante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *